Escola

.

A Escola

A Escola de Professores Inquietos é uma iniciativa que tem como missão ser fonte de conexão e inspiração para os profissionais da educação, fomentando o seu poder transformador. Constitui-se em um espaço de reflexão, trocas e cocriação de soluções criativas aos desafios vivenciados no cotidiano escolar, o qual considera as principais necessidades de formação continuada desses profissionais na contemporaneidade. 

Assim, a proposta pedagógica da Escola de Professores Inquietos alicerça-se na premissa de que os educadores, bem como os seus próprios estudantes, aprendem ao longo da vida – na esteira dos fundamentos do lifelong learning -, e que as aprendizagens ocorrem por meio das experiências e conexões que são estabelecidas em diferentes espaços e situações. Essa perspectiva reflete-se na organização curricular da Escola, que pressupõe a necessidade de forte investimento em uma visão sistêmica e integral da formação continuada. 

Do mesmo modo que os estudantes precisam vivenciar situações de aprendizagem em que desenvolvam competências e habilidades para atuarem em um universo de complexidades, os educadores também precisam desenvolvê-las. Portanto, entende-se que, para que os professores possam oportunizar aos estudantes experiências que promovam criatividade, pensamento crítico, comunicação, investigação, pensamento sistêmico, resolução de problemas complexos, entre outros aspectos necessários para atuação no século XXI, a formação docente precisa também ser planejada com foco nessas experiências e na perspectiva de desenvolvimento de competências que se fortalecem entre si. 

Diante disso, a proposta curricular da Escola é embasada em três pilares que contemplam competências cognitivas, socioemocionais e interculturais. Entende-se que, para desenvolvermos propostas de formação condizentes com os desafios da atualidade, é preciso promover situações de aprendizagem em que o profissional da educação desenvolva habilidades com foco em:

Competências interculturais – visão sistêmica: ao ter o desenvolvimento de competências como enfoque da prática pedagógica do educador contemporâneo, a necessidade de ampliar e qualificar sua visão sistêmica sobre a sociedade é essencial. Por meio dela, o educador inter-relaciona – de forma plural – as dimensões científica, teórica, cultural e prática, com incentivo ao estudante como sujeito ativo nesse processo. Assim, o educador curioso, criativo e inovador articula e mobiliza diversos conhecimentos, com o intuito de promover espaços para que o estudante produza as próprias conexões.

Competências cognitivas – fundamentos técnico-pedagógicos: entende-se que o educador precisa dominar os diversos elementos pedagógicos que compõem sua prática, sejam eles conceituais, curriculares, metodológicos, didáticos, avaliativos, tecnológicos, entre outros. Assim, ele terá melhores condições de manejar as dimensões que envolvem a  educação de crianças, jovens e adultos e de qualificar técnica e pedagogicamente sua atuação docente. Ele precisa ser protagonista do seu processo de formação e da sua atuação enquanto docente, tendo os pares como parceiros para projetos, cocriações e novas aprendizagens, por meio de atitudes colaborativas e comunicativas.

Competências socioemocionais – desenvolvimento inter e intrapessoal: acredita-se que o educador precisa assumir uma posição constantemente reflexiva. A reflexão sobre a sua prática pedagógica, sua atuação no mundo, suas relações e atitudes, entre outros movimentos de autoconhecimento, é um dos processos essenciais para o desenvolvimento da inteligência emocional e da promoção da empatia. Ao realizarmos um processo reflexivo  que envolve os fundamentos dos nossos pensamentos e das nossas ações, criamos oportunidades para o autodesenvolvimento, em colaboração com o nosso eu e em sinergia com o outro.

.

Visão

Consolidar-se como referência na formação continuada de profissionais da educação.

Missão

Ser fonte de conexão e inspiração para os profissionais da educação, fomentando o seu poder transformador.

Valores

Bom relacionamento; Busca pela excelência; Disciplina e organização; Eficiência e empreendedorismo; Compromisso com a sustentabilidade.

.

Eixos Fundantes

.

Perfil do Professor Inquieto

.

Equipe

.

 Marícia Ferri

Marícia Ferri

Diretora Pedagógica do Colégio Farroupilha, Curadora e Co-criadora da Escola de Professores Inquietos. 

 Andressa Generosi

Andressa Generosi

Gerente da Gestão de Serviços do Colégio Farroupilha, Curadora e Gerente de Projetos da Escola de Professores Inquietos.

 Andréa Lorenz

Andréa Lorenz

Professora da Educação Infantil do Colégio Farroupilha e Curadora da Escola de Professores Inquietos.

 Cleusa Beckel

Cleusa Beckel

Coordenadora de Ensino da Educação Infantil do Colégio Farroupilha e Curadorada Escola de Professores Inquietos.

Cristiane Parnaiba

Cristiane Parnaiba

Analista de Conteúdo e Mídias Digitais e Curadora da Escola de Professores Inquietos.

Gabriela Kapla

Gabriela Kapla

Professora dos Anos Iniciais do Colégio Farroupilha e Curadora da Escola de Professores Inquietos.

Gabriela Martins

Gabriela Martins

Assessora Pedagógica do Colégio Farroupilha e Curadora da Escola de Professores Inquietos.

 Gisele Chiesa

Gisele Chiesa

Assessora de RH do Colégio Farroupilha, Curadora e Assessora Andragógica da Escola de Professores Inquietos.

 Leonardo de Boita

Leonardo de Boita

Professor de Química do Colégio Farroupilha e Curador da Escola de Professores Inquietos.

Luciane Calcara

Luciane Calcara

.Gerente de Cambridge e Línguas Estrangeiras do Colégio Farroupilha e
Curadora da Escola de Professores Inquietos.

Marília Dal Moro

Marília Dal Moro

Assessora Pedagógica do Colégio Farroupilha e da Escola de Professores Inquietos, onde também é Curadora. 

Sabrina Onzi

Sabrina Onzi

Gerente de Comunicação e Relacionamento do Colégio Farroupilha e da Escola de Professores Inquietos, onde também é Curadora.

Saul Filho

Saul Filho

Professor de Geografia do Colégio Farroupilha e Curador da Escola de Professores Inquietos.

Jonatas Glanzner

Jonatas Glanzner

Assistente de Relacionamento da Escola de Professores Inquietos.

Paula Toledo

Paula Toledo

Assistente Administrativo da Escola de Professores Inquietos.

Roberto Filho

Roberto Filho

Analista de Criação e Mídias Digitais da Escola de Professores Inquietos.

Tiago Guimarães

Tiago Guimarães

Analista de Planejamento da Escola de Professores Inquietos.